Economize tempo e dinheiro
Dólar

Receber Dólar do Exterior

Para receber dólar (USD) do exterior, deve-se procurar uma instituição autorizada pelo Banco Central do Brasil a operar no mercado de câmbio por meio de ordem de pagamento, por meio de cartão internacional ou os Correios.

Cada instituição possui sua própria tarifa, então é importante fazer uma pesquisa de preços. Leia mais

Preço médio ao receber dólar referente à Setembro/2017

País recebido: Estados Unidos

Banco Rendimento R$ 3,1092 Site Informações
Banco Paulista R$ 3,0971 Site Informações
Western Union R$ 3,0932 Site Informações
Banco Topázio R$ 3,0881 Site Informações
Treviso R$ 3,0815 Site Informações
Banco do Brasil R$ 3,0793 Site Informações
Turcâmbio R$ 3,0554 Site Informações
B & T R$ 3,0520 Site Informações
Labor R$ 2,9991 Site Informações
Bradesco R$ 2,9970 Site Informações
Daycoval R$ 2,9795 Site Informações
União Alternativa R$ 2,9789 Site Informações
Brx R$ 2,9759 Site Informações
Santander R$ 2,9731 Site Informações
Ourominas R$ 2,9683 Site Informações
Broker Brasil R$ 2,9678 Site Informações
Confidence R$ 2,9203 Site Informações
Caixa Econômica Federal R$ 2,6095 Site Informações
Itaú R$ 2,5393 Site Informações

Cotação atual

R$ 3,77

* comercial (em 16/11/18 11:00)

Cotação dos últimos dias (comercial)

Cotação média

Set/2017

R$ 3,13

* comercial

Cotação média

Out/2017

R$ 3,19

* comercial

Histórico de preços no recebimento de dólar

Médias mensais de preços VET para recebimento de dólar .

Receber por meio de ordem de pagamento

As ordens de pagamento podem ser remetidas do exterior em dólar ou em reais, mas sempre serão pagas aos residentes no Brasil em reais.

Se a ordem de pagamento for em dólar, será necessária a realização da operação de câmbio no Brasil entre o beneficiário e uma instituição autorizada a operar no mercado de câmbio. A taxa de câmbio é aquela negociada entre o beneficiário e a instituição financeira autorizada.

Se a ordem de pagamento for em reais, a operação de câmbio que se fizer necessária irá ocorrer entre o remetente e a instituição no exterior. O beneficiário recebe os reais sem necessidade de operação de câmbio no Brasil. Nesse caso, o banco do exterior deve manter conta em reais em bancos no país para viabilizar os pagamentos e os créditos ao beneficiário no Brasil.

O remetente deve procurar uma instituição no exterior para transferir o dinheiro ao beneficiário no Brasil. É possível fazer a remessa de dólar do exterior por meio de empresas não financeiras especializadas em transferências externas, dependendo da legislação de cada país.

Se o valor não ultrapassar R$ 10 mil, é possível receber o dinheiro em espécie ou em qualquer instrumento de pagamento em uso no mercado financeiro. A partir desse valor, somente mediante crédito em conta, transferência bancária ou cheque.

Para receber o valor em reais, é sempre necessário o beneficiário apresentar documento de identificação. Em geral, o banco somente solicitará documentação adicional nas seguintes situações: a) operações acima de R$ 10 mil no caso de ordens de pagamento em reais; ou b) operações com valor superior ao equivalente a US$ 3 mil no caso de ordens de pagamento em dólar.


Receber por meio de cartão internacional

É possível aos bancos brasileiros e à Caixa Econômica Federal aceitar remessas de dólar dos brasileiros que estão no exterior por meio de cartão emitido no exterior. O valor, em reais, pode ser creditado em conta corrente ou poupança no Brasil, do próprio remetente ou de outro beneficiário, ou ser recebido em dinheiro, diretamente pelo beneficiário, desde que observado o limite em vigor de R$ 10 mil.

Caso seja de interesse do brasileiro que se encontre temporariamente no exterior, é possível abrir uma conta em reais simplificada no Brasil, por meio da internet, em banco de sua escolha ou na Caixa Econômica Federal. Para conhecer os procedimentos para a abertura dessa conta simplificada, visite a página na internet da instituição de sua preferência.

Para fazer o envio, o remetente no exterior, deve procurar uma instituição que ofereça o serviço de transferência de valores em dólar com utilização de cartão internacional.


Receber pelos Correios

Os Correios estão autorizados a prestar serviço de transferências financeiras internacionais . O recebimento de valores são feitos eletronicamente entre o Brasil e somente para os países conveniados.

O remetente deve comparecer a agência dos Correios do local onde se encontra no exterior para fornecer as informações necessárias. Para conhecer os países conveniados, os limites, as tarifas, os prazos e as outras condições das transferências postais, visite o site dos Correios.

O que são esses preços

Os preços para receber dólar apresentados aqui são referentes ao VET médios divulgados pelo Banco Central.
Por ser referentes a meses anteriores, deve servir apenas como indicativo na comparação e como ajuda para pesquisa de preços atuais nas instituições.
A cotação varia diariamente e o mercado de câmbio é livre, por isso, os taxas de câmbio cobradas pelas instituições oscilam diariamente.

O que é VET (Valor Efetivo Total)

Quando se recebe há diversos custos envolvidos na transação. O VET é o preço final que inclui todos esses custos: cotação, tarifas e o imposto IOF.
Desse modo, o VET fornece ao cliente condições de comparar os preços disponíveis no mercado para recebimento de moeda estrangeira.

Quando devo ser informado do VET

As instituições são obrigadas a informar o VET ao cliente, antes que a transacão seja realizada. E também deve constar no contrato de câmbio ou no recibo da operação entregue ao cliente.

O que é o ranking VET

Assim como as instituições precisam informar os clientes do custo do VET para recebimento de dólar, elas também são obrigadas a repassar estas informações ao Banco Central que regulamenta o mercado de câmbio no Brasil.
Dessa forma, o Banco Central divulga mensalmente um ranking dos meses anteriores que apresentam os VETs médios praticados pelas instituições naquele mês.

Como fazer uma boa pesquisa

Já que os preços representam uma média de todas as transações realizadas naquele mês, é recomendado considerar um número mínimo maior de transações feitas por mês para cada instituição pesquisada. Com isso, reduz-se o risco de avaliar uma instituição que tenha concentrado as transações de recebimento em um único dia de alta ou de baixa do dólar.
Também é importante consultar o histórico de preços praticados pela instituição, pois se, ela fica entre as mais baratas em vários meses, o preço hoje também pode estar entre os mais baratos.